Fale Conosco

"Nuvem pode gerar até US$ 414 bilhões de lucro para as empresas"

O levantamento "Infosys Cloud Radar 2021", da Infosys, consultoria de serviços digitais, mostra que a adoção da nuvem pode agregar US$ 414 bilhões anuais de lucro às empresas, ao proporcionar vantagem competitiva e velocidade de atuação no mercado. A Infosys estima que mais de 40% das empresas pesquisadas planejam migrar mais da metade dos próprios sistemas para a nuvem em 2022, perante os 17% atuais.

Segundo o estudo, as empresas de melhor desempenho na adoção da nuvem alavancaram seus lucros com: aceleração do desenvolvimento e lançamento de soluções; novas funções adicionais ao software em uso; expansão da capacidade de processamento; colaboração e análise de dados via inteligência artificial (IA), para criar novas fontes de receita.

Expectativa de crescimento de lucro por setor (US$ bilhões). Fonte: Infosys.
O estudo mostra que a contribuição ao lucro gerado pela utilização da nuvem pode ser obtida por empresas de qualquer setor ou região. No entanto, só se concretiza quando as companhias têm pelo menos 60% de seus sistemas na nuvem. Empresas com 80% ou mais de seus negócios na nuvem também conseguem obter melhores benefícios.

Níveis de desempenho
A pesquisa descreve quatro níveis de desempenho e podem se comparar a cada grupo, explorar a experiência digital da nuvem e aprender como melhorar sua estratégia e seu desempenho. As características de cada classificação são:

*Excepcionais (16%): são as empresas que usam uma combinação maior de provedores de serviços de nuvem e empregam mais frequentemente combinações de nuvem híbrida;
*Alto desempenho (19%): são as que migraram muitas funções de negócios para a nuvem, mas nem tantas em relação às de desempenho excepcional. Estão motivadas a usar a nuvem para acelerar a adoção de novos serviços e soluções;
Eficazes (33%): migraram rapidamente as funções de negócios para a nuvem, mas começaram há dois anos. Esse recorte está mais focado na economia de custos que em um melhor desempenho;
*Desempenho mínimo (32%): são as organizações menos propensas a usar a nuvem pública e são menos precisas ao estimar os benefícios com a nuvem.
Apesar da aceleração na adoção da nuvem, apenas uma fração das grandes empresas alcançou o nível mais alto de desempenho. O estudo "Infosys Cloud Radar" descobriu que apenas uma em cada seis empresas obteve um desempenho excepcional na nuvem.
Conduzido pelo Infosys Knowledge Institute (IKI), braço de pesquisa da Infosys, o estudo foi realizado com mais de 2,5 mil pessoas de empresas de 12 setores, nos EUA, Reino Unido, França, Alemanha, Austrália e Nova Zelândia, e cobriu uma série de metas de desempenho de negócios relacionadas à nuvem.


Fonte: TIINSIDE